Dálmata, a sua educação e relacionamento com os amigos humanos.

Dálmata, a sua educação e relacionamento com os amigos humanos.

Se tem um Dálmata então não pode subestimar o seu extraordinário potencial de energia. O Dálmata é um animal muito afectuoso. Sente-se profundamente apegado à sua família adoptiva, a qual, por esta razão, lhe pode exigir muito. Se for equilibrado e tiver actividade suficiente, tornar-se-á aquilo que os donos esperam dele. Afectuoso e muito expressivo, desempenha na perfeição o seu papel de cão de companhia.

Comediante e espontâneo, contagia toda a gente com a sua alegria de viver e o seu entusiasmo. Fiel e valente, protege e defende a casa e as crianças de qualquer intrusão súbita. Inteligente, se for treinado especificamente, pode levar a cabo determinadas tarefas. Este cão já tem trabalhado no circo, executando números de habilidade. Esta utilização pode parecer um pouco insultuosa, mas sublinha a sua grande vivacidade e a sua capacidade de adaptação.

COMO DEVE EDUCAR O SEU DÁLMATA

• Para formar um carácter equilibrado, o Dálmata tem de ser treinado com mão firme. Não se esqueça de que tem uma certa tendência para se armar em comediante: serão precisas muita paciência e muitas horas de trabalho para fazer dele um cão obediente. Para contrariar as suas veleidades de independência, seja rigoroso ao educá-lo.
• O Dálmata é por natureza um bom cão de guarda. Exija-lhe que pare de ladrar quando lho ordenar, senão as suas relações com os vizinhos poderão deteriorar-se depressa.
• Deve ensiná-lo a recusar alimentos oferecidos por pessoas estranhas à família, sobretudo se pretender que ele proteja a casa. É vulgar darem comida aos cães de guarda para se desembaraçarem deles.
• Se praticar desporto, não hesite em compartilhar as suas actividades com o seu dalmata. Se fizer jogging, leve-o consigo, será um companheiro entusiasta e aplicado. Faz equitação? Torne-o feliz associando-o aos seus passeios.
• O Dálmata obedece espontaneamente a todos os membros da família. Procure fazer com que não receba ordens contraditórias enquanto está na fase da aprendizagem.
• Tem tendência a considerar-se como mais uma das crianças da casa. Se nascer um bebé, arranje maneira de não lhe dar a impressão de que o põem de lado.

OBRIGATÓRIO

• Ser claro e firme: quem manda é o dono!
• Demonstrar que gosta dele.
• Levá-lo consigo durante as sessões de jogging.

PROIBIDO

• Tratá-lo mal.
• Deixá-lo fazer o que lhe apetece.
• Ser injusto. Como é um animal muito sensível, fica logo triste e tem
uma memória excelente.

Pode gostar também de ver:

Direitos Dos Animais | Em: Abril 17, 2009
Publicado em Cães com as etiquetas , , . Salve o url nos favoritos.

2 Respostas para Dálmata, a sua educação e relacionamento com os amigos humanos.

  1. tita disse:

    adoro damatas

  2. amanda disse:

    tenho um dálmata filhote e espero aprender como agir com ele .

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>