Buldogue Francês, personalidade e carácter

Buldogue Francês, personalidade e carácter

Em 1932, em Prisões e Paraíso, Colette descreve o carácter de um Buldogue Francês fêmea: «Quando encontra um cão vulgar, não pensa em nada, pois não olha para os cães. De quatro cadelas Buldogue Francês que tenho, não existe nem uma que consinta em entabular relações com um Basset, um Galgo ou um Pastor.

Na época do cio, que se repete de seis em seis meses, o seu desprezo não desaparece. Uma espécie de estupor, no momento culminante da sua agitação sexual, imobilizava-as às vezes, quando um estranho fogoso, de pêlo ao vento, a língua de fora num focinho heráldico, pretendia possuí-las.

Via-as pregadas ao chão, de olhar vazio, mas o assalto só conseguia fazer com que se afastassem do intruso. O Buldogue Francês só ama uma raça de animais: a sua.»

O Buldogue Francês só ama o ser humano

Se a descrição de Colette está certa, o Buldogue Francês é, pois, um cão esquisito em relação a tudo. Deseja uma vida tranquila em família buscando carícias. A sua grande felicidade consiste em permanecer durante horas deitado aos pés do dono, quer este esteja sentado à sua secretária a escrever como diante do cavalete a pintar.

Também adora aninhar-se no seu colo enquanto lê, sentado no sofá, a tomar chá, ou a ouvir música. Parece apreciar todas as coisas agradáveis da vida humana. Em resumo, não gosta que o tratem «como a um cão» e que o mandem bruscamente para a sua cesta ou casota.

Buldogue Francês um cão que não é rancoroso

Será melhor que o dono demasiado severo ou injusto tenha cuidado. O Buldogue Francês, este anjinho capaz de tanto amor, pode comportar-se como um indivíduo obstinado, susceptível, e mesmo insociável. Mas, embora se ofenda com facilidade, não é rancoroso.

Quando está contente, ronca com um ar de profunda satisfação… Não lho leve a mal, é por causa da estrutura do focinho. Trata-se de um defeito impossível de corrigir.

Buldogue Francês um pequeno guarda

O Buldogue Francês não esqueceu que os seus antepassados eram valorosos combatentes; é por isso que dá perfeitamente o alerta quando um intruso se aproxima da casa.

Até é mesmo capaz de atacar se o provocarem. 0 macho pode dar mostras de uma coragem espantosa; não tem consciência nenhuma do perigo e por vezes é o dono quem tem de intervir para o proteger.

Pode gostar também de ver:

Direitos Dos Animais | Em: Junho 15, 2009
Publicado em Cães com as etiquetas , , . Salve o url nos favoritos.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>